Descobertas recentes nem tão recentes

Uau, já faz um tempo… Mais de um ano pelo que eu vi. E é muito engraçado como as coisas mudam. Estou escrevendo esse post pelo celular porque eu continuo sendo criativa nas senhas e depois esquecendo-as completamente. Parece uma auto sabotagem. Viva a tecnologia que grava minhas senhas! Pelo menos no celular…

Mas eu estava dizendo que as coisas mudam. E pelo que li dos posts passados, graças a Deus muita coisa mudou. 

Eu descobri coisas sobre o amor sim. Descobri também que minhas metáforas envolvendo comida precisam parar, (pra entender leia o post anterior).

Descobri acima de tudo que: o amor que eu precisava sentir não deveria partir somente de atitudes minhas ou de outros (outro cof cof), mas precisava ser algo que eu permitia Deus colocar no meu coração. Esse era o segredo. Foi só pedir.

Quando pedimos pra Deus nos ajudar a amar, significa que Ele vai nos permitir ver o outro de uma forma diferente. Ver nos defeitos uma oportunidade de crescimento, e nas situações que fogem do seu controle um motivo para abrir mão do seu orgulho.

E por falar nisso, amor e orgulho são duas coisas que não andam lado a lado. Ou você tem um ou você tem outro. 

Descobri que ou você aceita as falhas dos outros e aprende a não exigir perfeição de ninguém ou acabará sozinho. Afinal, ninguém gosta daquele dedo julgador que ainda não aprendeu a apontar para si de vez enquando.

E nas coisas nas quais você  é falho você luta diariamente pra mudar e nem todo dia é uma vitória. Você ainda vai acabar magoando alguém vez ou outra por coisas que depois se arrepende. Mas o principal é continuar tentando e pedindo pra que Ele te transforme todo dia. Afinal, não somos perfeitos mas sempre podemos melhorar.

Mas também devemos lembrar que temos que fazer a nossa parte, o nosso esforço e o nosso sacrifício. Certamente vai ver a pena.

Anúncios